top of page

Morando no exterior: Guia prático para lidar com as crises de ansiedade



Para os brasileiros que vivem no exterior, a ansiedade é uma das principais causas de insatisfação. Isso ocorre devido a vários fatores, incluindo a distância da família e amigos, barreiras linguísticas, dificuldade de adaptação a um novo ambiente, há também a pressão de manter um emprego em um país desconhecido e a exaustiva busca por um visto de permanência. Como resultado, muitos brasileiros experimentam sintomas de que refletem o abalo à saúde mental causado pela ansiedade.


Os sintomas iniciais de ansiedade podem incluir preocupação excessiva, medo e tensão constantes. Muitas pessoas também podem apresentar dificuldades para dormir, aumento ou diminuição da fome, além de experimentar fadiga constante. Por se sentirem solitários, isolados da sua rede de apoio, e sem ter a capacidade de comunicação na língua local, necessária para acessar tratamento psicoterápico, muitos imigrantes brasileiros costumam enfrentar tais situações sem o suporte necessário, o que pode agravar esse quadro de saúde.


À medida que a ansiedade se intensifica, podem surgir sintomas mais graves, como ataques de pânico. Durante esses episódios, a pessoa pode sentir como se estivesse perdendo o controle, ter falta de ar, sudorese, náusea e palpitações cardíacas. Em alguns casos, as pessoas podem até mesmo ter pensamentos suicidas.


Para lidar com a ansiedade inicial, é importante manter uma rotina regular e estabelecer uma rede de apoio local. Participar de grupos sociais e atividades pode ajudar a combater a solidão e o isolamento. Além disso, é importante ter tempo para si mesmo e dedicar tempo a atividades relaxantes, como yoga ou meditação.


Para lidar com crises de pânico, é importante reconhecer os sintomas e procurar um local seguro. Respirar fundo e se concentrar na respiração também pode ajudar a acalmar a mente e o corpo. É importante lembrar que a crise de pânico é temporária e que ela passará.


Lidar com uma crise de ansiedade pode ser desafiador, mas existem técnicas eficazes que podem ajudar você a se acalmar quando estiver enfrentando essa situação. O primeiro passo é reconhecer os sintomas e encontrar um local seguro onde possa se sentar ou deitar confortavelmente.


Em seguida, comece a respirar profundamente e concentre-se na respiração. Inspire lentamente pelo nariz e expire pela boca, contando até quatro em cada etapa. Repita este processo algumas vezes até se sentir mais calmo. Também pode ajudar se concentrar em uma imagem mental relaxante, como um lugar tranquilo ou uma paisagem bonita.


Outra técnica que pode ser utilizada em uma crise é segurar um cubo de gelo em na mão. Isso trará sua percepção sensorial para o momento presente, de volta para o corpo, e te afastará da linha de pensamento catastrófica que pode estar se desenrolando em sua mente.


Você também pode utilizar a técnica dos sentidos conhecida como 54321. Essa estratégia consiste em identificar e focar a sua atenção em 5 coisas que pode ver ao seu redor, 4 coisas que você pode tocar, 3 coisas que vc pode ouvir, 2 coisas que você pode cheirar e 1 coisa que você possa sentir o gosto. Lembre-se sempre que a crise de ansiedade é temporária, que você vai superá-la e que essas técnicas simples de respiração e visualização - apesar de parecerem balela - realmente ajudam nos momentos difíceis.


Corpo e mente estão interconectados, por isso é necessário cuidar da saúde física para equilibrar a saúde mental. Assim, é importante estabelecer uma rotina de exercícios físicos regulares e uma dieta saudável, evitando excesso de substâncias com potencial de vício, como álcool, café e açúcar, para ajudar a reduzir a ansiedade. O exercício ajuda a liberar endorfinas, que podem melhorar o humor e aliviar a tensão, assim como a dieta saudável pode ajudar a manter a saúde mental e física em equilíbrio.


Nós vivemos em uma sociedade que se tornou global, com informações aparecendo em todos os canais de conexão que temos com o mundo, e isso é positivo em muitos aspectos. Porém, esse excesso de estímulo é algo muito novo para a biologia humana, que entende que estamos sob estresse e ameaça constante, quando recebemos a notificação de um e-mail de trabalho ou de uma simples mensagem no grupo da família. A expectativa que a sociedade tem é de que estejamos sempre disponíveis no meio digital, online, enquanto ainda temos que estar presentes na nossa vida offline - comer, beber, trabalhar, etc. Toda essa pressão leva a uma falta de presença na vida. Afinal, não se pode estar presente de verdade em dois lugares ao mesmo tempo.


A dualidade entre a vida online e offline é apenas um dos fatores que geram esse estresse permanente nas nossas vidas... porque há também as questões individuais, que afetam cada pessoa de forma específica. Muitos, ao se mudar pra fora do Brasil, acabam se deparando com as incertezas da vida no exterior, com as mudanças constantes nas regras de visto permanente para imigrante ou com a longa espera pela aprovação da documentação por agências do governo. Há também aqueles que se desesperam só de pensar que se tudo der errado, terão que retornar ao Brasil e enfrentar novamente o convívio com a família. Os conflitos pessoais do imigrante são muitos, e têm um potencial gerador de ansiedade muito grande, pois eles estão com as suas decisões de vida atreladas a fatores que nem sempre podem controlar.


Em resumo, para os brasileiros que vivem no exterior, a ansiedade é uma preocupação comum, por isso é importante destacar a importância do acompanhamento psicológico para lidar com a ansiedade. A terapia pode ajudar a identificar e abordar as causas subjacentes da ansiedade e fornecer as ferramentas necessárias para gerenciar os sintomas. Além disso, ter o acompanhamento profissional pode fornecer um senso de segurança e apoio ao lidar com as questões da vida no exterior.


Se você se identificou com os assuntos tratados neste post e gostaria de aprofundar-se no autoconhecimento através da psicoterapia ONLINE, entre em contato comigo clicando aqui. Desta forma eu poderei explicar mais sobre o meu trabalho para você e você poderá tirar dúvidas sobre a psicoterapia ONLINE.


Links Úteis:



Siga as redes sociais para ter acesso a conteúdos como esse diariamente:




Quem escreve:


Camila Couto e Cruz é psicóloga com formação em Gestalt-Terapia e doutorado em Psicologia Social pela University of Queensland; uma das 50 melhores universidades do mundo, de acordo com o QS World University Ranking. Camila trabalha com psicoterapia na modalidade online, atendendo brasileiros que vivem no exterior através de uma abordagem dinâmica, voltada para a auto-regulação e ajustamento criativo do indivíduo. Agende uma sessão informativa sobre a psicoterapia online, sem nenhum custo, clicando aqui.

154 views0 comments

Comments


whatsapp-icone-1.png
bottom of page