• Dra. Camila Couto e Cruz

Morando no Exterior: “Sinto falta de algo que não sei exatamente o que é”

Updated: Mar 26




Viver longe da família e amigos pode ser muito difícil para quem mora no exterior. Porém, existem momentos em que essa dificuldade em estar longe dos seus se torna ainda maior. As datas comemorativas como a Páscoa, aniversários, Natal e ano novo, são exemplos desses momentos.


Quando essas comemorações, que geralmente são compartilhadas com a família e os amigos mais próximos, vão se aproximando, muitas pessoas começam a entrar em um estado de melancolia. Essas ocasiões costumam proporcionar uma sensação de deslocamento e solidão para quem está longe dos familiares.


A saudade que sentem de todos que ficaram no Brasil se torna mais evidente. Sentimento de angustia, vazio no peito, falta de alguma coisa que viveram, mas que nem sabem explicar. Muitas vezes, pode ser a saudade de um perfume, de uma comida, de um momento especial.


As confraternizações começam, amigos secretos da empresa, fotos das comemorações aparecem nas redes sociais. Talvez esta seja uma das épocas mais difíceis para se estar longe do Brasil, porque é quando as conexões interpessoais fazem mais sentido. Afinal, é nessa época que as pessoas se reúnem com quem amam para descontrair e celebrar a vida. Morando no exterior, esses encontros nem sempre são possíveis.


Essa realidade causa tristeza, que pode vir acompanhada de outros sentimentos, como o medo por exemplo. Medo de não ter mais a oportunidade de celebrar uma Páscoa ou Natal com os avós, que estão mais idosos a cada ano. Medo de não acompanhar o crescimento dos sobrinhos ou de não ser reconhecido por eles no futuro.


É importante entender que a vida é feita de altos e baixos, nem tudo é perfeito, todas as nossas escolhas terão bônus, mas terão ônus também. É preciso extrair o melhor de cada situação vivida, porém, não se deve deixar de lado os sentimentos de tristeza e dor, relacionados ao afastamento familiar. Esses momentos servirão para o seu fortalecimento e crescimento pessoal.


Entretanto, é fundamental ficar atento a intensidade desses sentimentos, se você consegue administrá-los ou se eles estão impactando profundamente a sua vida. Se for esse o caso, busque a sua rede de apoio. Conversar sobre o que está sentindo com pessoas próximas pode ajudar.


O suporte de profissionais de saúde mental em alguns casos, pode ser necessário, e o psicólogo é o profissional mais adequado para auxiliar nesses momentos de crise emocional.


Se você se identificou com os assuntos tratados neste post e gostaria de aprofundar-se no autoconhecimento através da psicoterapia ONLINE, entre em contato comigo clicando aqui. Desta forma eu poderei explicar mais sobre o meu trabalho para você e você poderá tirar dúvidas sobre a psicoterapia ONLINE.


Links Úteis:



Agendamento de consultas com a Dra. Camila Couto e Cruz

Siga as redes sociais para ter acesso a conteúdos como esse diariamente:


Facebook

Instagram


Quem escreve:



Camila Couto e Cruz é psicóloga com formação em Gestalt-Terapia e doutorado em Psicologia Social pela University of Queensland; uma das 50 melhores universidades do mundo, de acordo com o QS World University Ranking. Camila trabalha com psicoterapia na modalidade online, atendendo brasileiros que vivem no exterior através de uma abordagem dinâmica, voltada para a autorregulação e ajustamento criativo do indivíduo. Agende uma sessão informativa sobre a psicoterapia online, sem nenhum custo, clicando aqui.














354 views0 comments