• Dra. Camila Couto e Cruz

Morando no exterior: “Sinto que mudei, mas percebo que meus amigos e familiares continuam os mesmos"



Depois de um longo período de pandemia em que as pessoas não podiam viajar devido ao fechamento das fronteiras, finalmente chega o momento onde é possível se reencontrar com os amigos e os familiares que ficaram no Brasil.


A expectativa é que esse reencontro seja maravilhoso, cheio de momentos incríveis e memoráveis, com muitas risadas e memórias para a posteridade.


Acontece que muitas vezes as coisas não transcorrem como se imaginava e o reencontro não é o “mar de rosas” que se espera.


Em muitos casos, encontrar-se novamente com a família pode trazer à tona situações difíceis com as quais a pessoa já não estava mais acostumada a lidar.


Essas situações incluem hábitos, comportamentos e questões culturais das pessoas que ficaram no Brasil, que agora, diferem muito da pessoa que foi morar no exterior.


Ao se reencontrar com seu grupo original, alguns conflitos podem surgir deixando um sabor amargo como lembrança daquele momento que foi tão desejado.


É importante entender que ao sair do seu país de origem você se abriu para novas experiências e foi obrigado a se lançar em um novo universo, vivendo situações que te forçaram a mudar de hábito.


As pessoas que ficaram no Brasil por sua vez, não foram expostas a essas mesmas situações e estímulos, portanto, as transformações ocorridas com elas nesse período de afastamento foram bem diferentes das que ocorreram com você.


Assim sendo, para que esses reencontros sejam tranquilos e fluidos é necessário olhar para si mesmo e perceber o quanto você conquistou e evoluiu com suas experiências vividas, sem se colocar em um lugar superior as outras pessoas.


Cada ser humano tem a sua caminhada e evoluir também significa respeitar as diferenças culturais que existem agora, entre você e os seus amigos e familiares que permaneceram no Brasil.


Foque no autoconhecimento para que depois desse reencontro você retorne a sua rotina normal nutrido do carinho e do afeto das pessoas que você ama, cheio de lembranças dos momentos de tranquilidade e relaxamento experenciados no período de férias.


O autoconhecimento vai te ajudar a conter as críticas que você tem a respeito das outras pessoas e também a lidar com sentimentos que podem aflorar a partir desses reencontros.


Alguns sentimentos ruins que podem ser um gatilho para questões que você quer deixar no passado, incluindo aqui, questões que te levaram a deixar o Brasil.


O processo de Psicoterapia pode te auxiliar a viver esse momento pós pandemia e o reencontro com seus amigos e familiares de maneira mais leve extraindo o que há de melhor nas relações humanas.


Se você se identificou com os assuntos tratados neste post e gostaria de aprofundar-se no autoconhecimento através da psicoterapia ONLINE, entre em contato comigo clicando aqui. Desta forma eu poderei explicar mais sobre o meu trabalho para você e você poderá tirar dúvidas sobre a psicoterapia ONLINE.


Links Úteis:


Agendamento de consultas com a Dra. Camila Couto e Cruz


Siga as redes sociais para ter acesso a conteúdos como esse diariamente:


Facebook


Instagram


Quem escreve:


Camila Couto e Cruz é psicóloga com formação em Gestalt-Terapia e doutorado em Psicologia Social pela University of Queensland; uma das 50 melhores universidades do mundo, de acordo com o QS World University Ranking. Camila trabalha com psicoterapia na modalidade online, atendendo brasileiros que vivem no exterior através de uma abordagem dinâmica, voltada para a auto-regulação e ajustamento criativo do indivíduo. Agende uma sessão informativa sobre a psicoterapia online, sem nenhum custo, clicando aqui.

245 views0 comments